Page Nav

HIDE

Grid

LIST_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Top Ad

COVID-19
latest

PRÉ-CANDIDATURAS LANÇADAS PELO PROS EM SÃO PAULO: O EMPRESÁRIO BOSCO PARA DEPUTADO ESTADUAL E O JORNALISTA WALTER BRITO PARA DEPUTADO FEDERAL

Por Leonardo Grandini O empresário João Bosco Lourenço (pré-candidato a deputado estadual  Pros/SP) e o jornalista Walter...

Por Leonardo Grandini

Walter Brito
O empresário João Bosco Lourenço (pré-candidato a deputado estadual  Pros/SP) e o jornalista Walter Brito (pré-candidato a deputado federal - Pros/SP).

A eleição do dia 2 de outubro de 2022 promete ser a mais disputada de nossa história política aqui no Estado de São Paulo e no Brasil.


Certamente, os 663 mil irmãos e irmãs que perdemos em dois anos da pandemia da Covid 19 terão consequências no eleitorado, no que diz respeito ao momento triste da perda repentina para tantas famílias dos quatro cantos de nosso país, como também as consequências econômicas, que deixaram milhares de pessoas sem comida na mesa, sem emprego, e os empregados, a maioria da iniciativa privada, diminuíram seus ganhos. Prestadores de serviços como taxistas e motoristas de aplicativos e de diversas profissões sobrevivem a duras penas. 

A guerra entre Rússia e Ucrânia, quando morreram milhares de militares de ambos os lados, também matou um número significativo de civis, incluindo idosos e crianças, que além de prejudicar o Brasil economicamente, cuja inflação vem aumentando a cada dia, nos obriga a ver pela TV e pelas redes sociais o ser humano sendo dilacerado nas praças públicas do solo ucraniano e também nas estradas para outros países à procura de abrigo. Tudo isso terá reflexo nas eleições que se aproximam. Por isso, o Partido Republicano da Ordem Social, o Pros, escolheu a dedo seus candidatos em São Paulo e nos demais 26 Estados da Federação. 

Marcus Holanda, presidente nacional do Pros e o jornalista Walter Brito


O Pros, sob novo comando desde o dia 8 de março, quando o policial civil aposentado Marcus Holanda assumiu a presidência nacional, promete fazer uma eleição limpa, dentro dos princípios democráticos, com propostas que abarquem os 220 milhões de brasileiros. 



Walter Brito nas ruas de Guaratinguetá e ao fundo, a          Igreja de Santo Antônio
Walter Brito nas ruas de Guaratinguetá e ao fundo, a Igreja de Santo Antônio


O empresário Bosco e o jornalista Walter Brito são exemplos de homens experientes e probos que querem um Estado de São Paulo cada vez mais progressista e um Brasil igual para todas e todos.

Bosco é proprietário de uma concessionária de automóveis em Lorena e ligado ao futebol amador na cidade

O pré-candidato a deputado estadual João Bosco Lourenço, 56 anos, nascido em Lorena, a Terra das Palmeiras Imperiais, com 92 mil habitantes, é viúvo e pai de quatro mulheres exemplares, todas elas formadas em curso superior e no exercício pleno de suas funções para as quais se qualificaram. Suplente de vereador pelo Podemos, Bosco construiu uma bela história em Lorena, e é conhecido nos 39 municípios do Vale do Paraíba, onde tem uma legião de amigos. Ainda infante, Bosco e seus nove irmãos conheceram o caminho da humildade, da perseverança, da honestidade e da fé ensinados pelos seus pais, os saudosos e honrados Vicentina Clara, dona de casa, e o ferroviário Pedro Lourenço. Logo, ele entrou para o SESI e em seguida estudou também nos Colégios Arnolfo Azevedo e Patrocínio de São José, de onde ainda hoje preserva amizade com os colegas e professores. 

Bosco é suplente de vereador em Lorena e pré - candidato a deputado estadual


Por ser bom de amigos é que Bosco optou pelo comércio e aos 21 anos já era gerente de uma importante loja de vestuário. Há 20 anos, João Bosco montou sua bem-sucedida empresa, a Concessionária Bosco Automóveis, que vende tanto carros zero-quilômetro, seminovos e usados. Na política, no ano de 2004, Bosco ajudou a eleger o dr. Paulo Neme para a prefeitura de Lorena, que se reelegeu e permaneceu no mandato até 2012. 

Entrevistado pela reportagem, Bosco argumentou: "Lorena e região já me deram muitas alegrias, onde criei com dignidade minha família. Aqui eu jogo o meu futebol e sempre ajudei nossos clubes que preparam os garotos para o futuro, inclusive temos um jovem de Lorena que está indo para o Corinthians, o que nos orgulha sobremaneira. Chegou a hora de ajudar efetivamente Lorena e região no Parlamento Estadual de São Paulo. Estou contando com todo apoio do presidente nacional Marcus Holanda, o presidente estadual Roberto Parillo e o marqueteiro nacional do Pros, que vai nos orientar, o famoso Cacá, com os quais falei antes desta entrevista. 

Apresento aos meus amigos de Lorena e os demais 38 municípios, o conhecido jornalista brasiliense Walter Brito, que é o meu pré-candidato a deputado federal. Embora ele tenha nascido em Formosa-GO, aos 16 anos já morava em Brasília e dava os primeiros passos no jornalismo e dentro Congresso Nacional. Juntos, eu e Walter Brito vamos trabalhar por Lorena e os demais 38 municípios do Vale do Paraíba. Vamos aguardar a convenção de nosso partido, para que possamos apresentar nossas propostas, a favor de nosso povo e da região", concluiu Bosco.


O jornalista Walter Brito, recebe em seu escritório em São Paulo, o presidente estadual do Pros, Roberto Parillo


Em seguida, a reportagem entrevistou o Jornalista Walter Brito, que de pronto respondeu nossa pergunta sobre a razão de sua candidatura em São Paulo: "Desde novembro de 2020 que estou irmanado com paulistas e paulistanos enfrentando a pandemia juntos e misturados. Tenho escritório no centro nervoso de São Paulo, ao lado da Igreja Catedral da Sé, onde fico de quarta a sexta-feira. Na sexta à noite já estou em Guaratinguetá, onde passo meus finais de semanas, desde o início da Pandemia no dia 13 de março de 2020. Desta data até 20 de novembro de 2020 eu morei no Rio de Janeiro, quando me mudei para São Paulo e imediatamente transferi o meu título eleitoral. Entretanto, eu já tinha adotado o Bosque da Amizade em Guaratinguetá para fazer minhas caminhadas ainda em março de 2020, quando eu morava no Rio.

Portanto, são mais de dois anos convivendo com os guaratinguetaenses de todos os segmentos sociais, onde escrevo para os sites: Guaratinguetá nas entrelinhas e Lorena nas entrelinhas. Vale lembrar que em minha juventude plena eu fui professor de matemática na rede pública do Estado de Goiás, quando eu já frequentava o Congresso Nacional. Neste sentido, de Ulysses Guimarães para cá, entrevistamos boa parte dos políticos nacionais de todas as tendências. Fui dirigente da Fundação Palmares, nomeado pelo então presidente da República Fernando Collor de Mello (PRN/AL). Quando o líder sul-africano Nelson Mandela saiu do cárcere na África do Sul e em 1991 veio ao Brasil, participei como presidente substituto da Fundação Palmares, da cerimônia que o homenageou no Estado do Espírito Santo, ao lado do então governador afrodescendente Albuíno Azeredo (PDT/ ES), quando falei para 10 mil pessoas no Estádio Cariacica em nome do presidente do Brasil.

Em 1993, também como diretor administrativo e financeiro e substituto do presidente da Fundação Palmares, fui o responsável pelas despedidas fúnebres do ator negro Grande Otelo, quando fizemos o sepultamento do protagonista de Macunaíma com Honras de chefe de Estado na cidade de Uberlândia-MG, quando fizemos o pronunciamento representando o presidente Itamar Franco. Um dia antes do sepultamento de Otelo, organizamos o velório no Palácio Gustavo Capanema no Rio de Janeiro, com a presença de parte significativa da classe artística e cultural, além de personalidades como Oscar Niemeyer, o então governador Leonel Brizola (PDT/RJ), o presidente do Brasil Itamar Franco (MDB/MG), o embaixador e ministro da cultura Gerônimo Moscardo, entre outros.

Vale acrescentar que sou também bacharel em Direito, assessorei diversos deputados federais e senadores, entre os quais os deputados federais: João Natal e Pedro Chaves, ambos do MDB/GO, o deputado federal João Caldas PL/AL (à época quarto secretário da Câmara), o deputado João Ribeiro PL/TO, além da prestação de serviços como jornalista para os gabinetes dos senadores Fernando Collor (PTB/AL), Gim Argello (PTB/DF) e Hélio José (MDB/DF). Fizemos também em Brasília assessoria de imprensa e política para dezenas de prefeitos de todo o país.

Sou autor do livro: "Memórias de uma família negra brasileira". Vamos colocar nossa experiência no Congresso Nacional e o bom relacionamento no ministério em Brasília a favor de São Paulo. Eu e o pré-candidato a deputado estadual João Bosco vamos aos 39 municípios do Vale do Paraíba colocar nossa experiência ao dispor da Região. O Bosco com o conhecimento dos problemas dos municípios e eu com a facilidade de trânsito nos ministérios em Brasília e o conhecimento técnico", concluiu o Jornalista Walter Brito.

Nenhum comentário