Page Nav

HIDE

Grid

LIST_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}
latest

O presidenciável Pablo Marçal (PROS) se reúne com 14 embaixadores de países africanos durante almoço em Brasília!

Pablo Marçal e a esposa Ana Carolina, entre o Edmilson Boa Morte, secretário nacional do PROS ( primeiro da es...


Pablo Marçal e a esposa Ana Carolina, entre o Edmilson Boa Morte, secretário nacional do PROS ( primeiro da esquerda, diplomatas africanos e o jornalista Walter Brito ( PROSSP), último da direita



Pablo Marçal e a esposa Ana Carolina, entre o jornalista Marco Calzolari e a executiva brasiliense Loisse Daielle


O pré-candidato à presidência da República pelo (PROS) Pablo Marçal se reuniu com 14 embaixadores africanos na última quarta-feira, 15/6, em Brasília -DF. Na ocasião, foram discutidas questões humanitárias e o apoio mútuo entre os países. Estiveram presentes no evento parlamentares, advogados, jornalistas e outras personalidades.

Edmilson Boa Morte, secretário nacional do PROS e pré-candidato ao Senado por Brasília e Silas Garden, pré-candidato a deputado distrital pelo PROS


Marçal falou que tem um compromisso pessoal e humanitário com o continente africano, e afirmou que o Brasil é uma "nação africana". Por isso tem um compromisso de, no futuro, morar lá para realizar mais projetos humanitários. Segundo o pré-candidato, ele e a família vão morar no continente africano por um compromisso de alma. "A partir de 2023, eu firmo um compromisso de recepcionar africanos para ajudar a fazer o Brasil crescer. Nós vamos passar por um processo chamado "empresarização", a gente não tem esse processo, apesar de termos 19 milhões de empresas. Eu quero deixar esse recado para os povos africanos: vamos contar com muitos africanos para ajudar a desenvolver tecnologia e ciência para o crescimento vertical na nação. As nossas relações serão potencializadas caso eu seja presidente da República".

Pablo Marçal ao lado da esposa Ana Carolina e de frente o vice-presidente nacional do PROS, o advogado Amauri Pinho durante o almoço com os diplomatas africanos


Marçal tem um projeto de construção de um vilarejo chamado "Camizungo" em Angola, e tem outros projetos humanitários que pretende desenvolver no país, aproximando ainda mais o relacionamento com o continente. A advogada e consultora jurídica da TV Justiça Gisele Reis esteve presente no evento e falou ao candidato sobre a importância de dar voz e visibilidade à África e sobre como o estreitamento do Brasil e da África pode e deve ser mais cultivado. "Temos que fazer um resgaste com a população negra. O Brasil e a África têm muito em comum", concluiu a advogada.

O pré-candidato à presidência da República Pablo Marçal e o jornalista Walter Brito, pré-candidato a deputado federal em São Paulo pelo PROS. Na ocasião o jornalista autografou para o presidenciável, o livro de sua autoria: " Memórias de uma família negra brasileira"


O jornalista Walter Brito também prestigiou o pré-candidato, e perguntou a Marçal se sua candidata à vice-presidência seria uma mulher negra. "Essa é a minha vontade, principalmente pelo fato de mais de 50% da população brasileira ser representada por negros, e você pode ver que na política tem pouca representação dessa coletividade", disse Marçal.

A esposa do presidenciável Pablo Marçal Ana Carolina, entre uma convidada da comunidade angolana em Brasília e a empresária Michely Mundy, pré-candidata a deputada federal em Brasília pelo PROS


Marçal quer um Brasil produtivo, onde as diferenças sejam respeitadas e que os direitos sejam estabelecidos e cumpridos. "Voto não define eleição, o que define eleição é movimento e as pessoas olharem que você é um cara pragmático e que você quer ver a nação avançar. Eu vou ter poucas promessas. Eu sou alguém de ação e resultado! Eu quero alcançar o coração de todos os brasileiros e estrangeiros que moram aqui. Você vai ouvir um discurso verdadeiro de irmandade e unidade. O Brasil está rachado com esse negócio de esquerda e de direita. Eu acho que já chega disso! A gente precisa dar as mãos, uns dos outros, olhar para a frente, e falar que é hora de o Brasil produzir", disse Marçal.

Pablo Marçal feliz com a presença de mais um importante diplomata do continente africano. Na foto, o Ministro Plenipotenciário da Embaixada da República do Zimbabue, o dr. Charles Godfrey Machoba


O pré-candidato encerrou o evento dizendo que acredita que será o único presidente brasileiro que irá pisar em todos os países da África, sentar e criar relações. Além de fazer um bloco econômico com o continente africano, ele quer contar com os conselhos dos africanos para entender melhor as necessidades para os países crescerem juntos.

Nenhum comentário